terça-feira, 31 de julho de 2012

III JORNADA PEDAGÓGICA DE EDUCAÇÃO INFANTIL


O BRINCAR NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM DA CRIANÇA E O SEU DESENVOLVIMENTO NA EDUCAÇÃO INFANTIL E CRECHES

Prof. Dr. Marco Santoro (UERJ – CPII)
Prof. Sandra Almeida (Pedagogia-UERJ)

Introdução
Muito se discute sobre a questão dos jogos, brincadeiras e sua importância no desenvolvimento da criança. Mas, afinal, o que significa o brincar na infância? A palavra brincar e brinquedo estão diretamente ligadas e também interligadas as “crianças”. O brinquedo é uma atividade lúdica, voltada para o lazer e geralmente associada com crianças. Entretanto, de forte função didático\pedagógica no desenvolvimento infantil.
            Um brinquedo também pode ser qualquer objeto que a criança possa usar no ato de brincar. Os brinquedos permitem às crianças se divertirem enquanto ao mesmo tempo as ensinam sobre um dado assunto. Brinquedos muitas vezes ajudam no desenvolvimento da vida social da criança. São de vital importância para o seu desenvolvimento e educação, por propiciar o desenvolvimento simbólico, estimular sua imaginação, sua capacidade de raciocínio.
               Na visão sócio-histórica de Vygotsky(1999), a brincadeira e o jogo são atividades específicas da infância, em que a criança recria a realidade usando sistemas simbólicos.
“... A brincadeira cria para as crianças uma zona de desenvolvimento proximal que não é outra coisa senão a distância entre o nível atual de desenvolvimento, determinado pela capacidade de resolver independentemente um problema, e o  nível de desenvolvimento potencial, determinado através da resolução de um problema, sob a orientação de um adulto, ou de um companheiro mais capaz. Vygotsky (1989:109), ainda afirma que: é enorme a influência do brinquedo no desenvolvimento de uma criança.” (VYGOTSKY. apud Wajskop, 1999, p.35)